FANDOM


Segue uma breve descrição das Famílias Carniçais que compõe o cenário por volta do ano 1130. Na região do feudo de Kislansky (onde se passa a maior parte da crônica), as famílias mais proeminentes são os Obertus e os Khavi - muito embora outros espécimes possam existir na área.

Revenantes ObertusEdit

Possivelmente a mais antiga família carniçal, os Obertus podem traçar sua história desde a origem de Bizâncio, através de seu mestre Dracon. Eles são estudiosos, ocultistas e pesquisadores obsessivos, que mantém seu foco em questões de ocultismo e cultura Nodista. Tidos em alta estima pelos Tzimisce, representam muitos dos maiores cientistas do clã, espiritualistas, líderes e feiticeiros. Amadeus Marek, possivelmente o mais famoso (e notório) priscus do Sabbat era, antigamente, um monge Obertus.

Os Tzimisce Obertus estão divididos em duas facções. Os espiritualistas, que seguem Gesu, o Santo Cainita da Divindade Interior. E os seculares, seguidores de seu irmão Symeon, que acreditam em abordagens mais realistas e menos teológicas a respeito das questões mundanas.

Os dois irmãos Gesu e Symeon não são tão próximos quanto eram uma vez. Rumores dizem que uma senhora teve algo a ver com isso. Essa senhora e seu pupilo mortal se abrigaram com Symeon durante os motins latinos de 1185 d.C. e, durante mais de uma década eles viveram com muita proximidade. Após o desaparecimento dessa dama, a disposição de Symeon para com Gesu esfriou consideravelmente, e muitos têm especulado sobre a causa. Symeon viaja incessantemente ocupado em manter a ordem de pé, e raramente pisa no refúgio de Gesu nas noites atuais, embora ainda possa ser encontrado meditando no Elysium de Constantinopla. As consequências desta divisão interna entre os Obertus espirituais e seculares estão ainda para serem vistas.

Em sua maioria os Obertus estão organizados em torno de seu líder espiritual Gesu, embora muitos dos preceitos da ordem tenham sido estabelecidos pelo Dracon. Foi Gesu que fundiu o culto do vampirismo com o Cristianismo, usando uma série de rituais e crenças cristãs para desbloquear a divindade interior. Esses Obertus acreditam que somente através da veneração estrita do Deus pregado a transcendência pode ser alcançada. Sob governo do Santo Cainita, os Obertus seguen uma existência arregimentada como objetivo compreender a sua natureza vampírica e, mais importante, perceber a essência divina que repousa dentro de cada um, que só Deus pode desbloquear.

No entanto, os Obertus também possuem um braço secular mal compreendido, administrado por Symeon e suas crias. Eles são pequenos em número, e ocupam-se de supervisionar as numerosas terras que são propriedade da ordem monástica, e com a fundação de novos mosteiros em terras distantes, onde podem obter maior discrição. Obertus dispersos em mosteiros podem ser encontrados em todo o mundo antigo.

Por outro lado, mais do que um Obertus secular foi ouvido comentando que o conhecimento é o seu Deus. A maioria dos agentes de Simeão são mortais de antecendentes nobres, e na verdade ele tem uma preferência por abraçar e fazer carniçais entre a aristocracia. De qualquer forma, a influência dos Tzimisce desta ordem tem sido substancial ao longo dos séculos. Responsáveis pela adoração generalizada de ícones – muitos dos quais são representações de vampiros Tzimisce – e pela propagação das ordens monásticas européias, eles moldaram o curso da história de muitas maneiras.

Sua maior realização como uma família e como ordem, tem sido a criação e fundação da Biblioteca dos Esquecidos. Durante os séculos VII e VIII, o Dracon e seus monges carniçais começaram a coletar conhecimentos e informações, montamdo uma das mais extensas bibliotecas do planeta. Nos anos anteriores à destruição da Biblioteca de Alexandria, Dracon enviou seus monges para transcrever alguns dos pergaminhos mais preciosos, salvando vasto número de tomos e livros que muitos acreditam estar perdidos para sempre.

Os Tzimisce Obertus, com a exceção de Symeon e seu pequeno grupo, raramente se aventuram fora de seus mosteiros. O distanciamento resultante das outras famílias conduziu a um grau de desconfiança em relação aos Obertus.

  • Disciplinas: Auspícios, Ofuscação, Vicissitude
  • Fraqueza: Perturbação (Obsessiva)

Revenantes KhaviEdit

No caso dos Khavi, a história dos Lupinos coincidiu com a história Tzimisce. Nesta época, os Khavi mantinham uma dinastia dentro das tribos Lupinas. Por quatro gerações, os parentes Khavi dos Senhores das Sombras controlaram o caern do Céu Noturno em Olsztyn. Os demais lobisomens entretanto não suspeitavam que estes poderosos membros de sua família viviam no nordeste da Polônia dentro dos territórios do Tzimisce Byelobog, muito menos que ao longo de gerações os Khavi criados em cativeiro foram alvos de experiências com o Sangue, que culminaram com o desenvolvimento da atual família Revenante que infesta a região ao norte de Kislansky.

  • Disciplinas: Animalismo, Ofuscação, Vicissitude
  • Fraqueza: Os Khavi são mais ativos durante a noite, pois sua pele descasca quando exposta diretamente à luz solar.


Outras FamíliasEdit

Muito embora Khavi e Obertus sejam dominantes na região de Kislansky ou mesmo Olztyn, outras regiões da Polska contém de fato outros exemplares. Abaixo segue uma breve descrição destes revenantes:

Basarab

Os Basarab são uma família revenante que acabaria por produzir o infame Conde Drácula. Eles aparentemente morreram antes da Renascença. Criados pela linhagem Ruthven, são aparentemente uma das famílias mais independentes (muito embora, em verdade, sejam a menos independente de todas pois sofrem influência direta do fundador do clã).

Esta família Basarab pode traçar a sua linhagem até os dias de Dacia antiga. Esta linha nobre providenciou ilustres membros à nobreza mortal e às fileiras Tzimisce. Muito antes da chegada de Átila, revenantes Basarab fizeram juramentos de fidelidade aos Tzimisce de seus domínios. Por reprodução cautelosa com os indivíduos mais promissores, esta linha tem mantido seu sangue forte. Como guerreiros ferozes, líderes carismáticos e diplomatas astutos, os carniçais Basarab irradiam sedução e poder, porém essas características tendem a criar inimigos implacáveis.

Um dos personagens no primeiro capítulo da história, Sherazina Basarab, é a irmã mortal do líder Tzimisce Dragomir Basarab, que defende seu território próximo a Manzinar. Sem dúvida, muitos de seus parentes são carniçais leais presos em serviço eternos aos mestres Tzimisce da família Basarab.

  • Disciplinas Dominação, Animalismo, Vicissitude
  • Fraqueza: Alérgicos ao alho
Bratovitch

Criados por Yorak para agir como os músculos entre as famílias revenantes, são os revenantes mais comumente encontrados. Seu histórico como guardiões do território e senhores visíveis em nome dos Tzimisce, lhes confere a fama de criaturas violentas, capazes de selvageria animalesca pouco controlável. Monstros brutais, normalmente servem seus mestres como lutadores e rastreadores, raramente envolvendo-se em eventos sociais mais delicados. Eles também são os criadores nos canis dos Tzimisce, levando cães, lobos e outros animais selvagens para que seus donos possam moldá-los em temíveis criaturas para lançar sobre seus inimigos. A maioria dos Bratovitches tem pouca humanidade, e seguem outra forma de moralidade.

  • Disciplinas: Animalismo, Potência, Vicissitude
  • Fraqueza: +2 de dificuldade para resistir ao Frenesi


Vlaszy

Talvez a mais importante das famílias carniçais, o Vlaszy são a ligação principal dos Tzimisce com a sociedade humana. Esses revenantes passam o tempo junto aos humanos em seus ambientes sociais, mantendo uma fachada de normalidade. Eles são os mais "humanos" das famílias revenantes, e geralmente responsáveis pela manutenção propriedades Tzimisce e servindo como intermediários para seus mestres em esforços mortais através das finanças e política. Os Vlaszy são a mais independentes das famílias revenantes, alguns deles estão até mesmo conspirando secretamente para se libertar do jugo de seus criadores. Outras famílias revenantes vêem os Vlaszy como sutis demais e até caçoam disso. Os Vlaszy retribuem o favor, considerando as outras famílias como escravos acerebrados e aberrações. Embora os Vlaszy sirvam como diplomatas, eles têm um papel mais crítico que é reforçar a "Máscara" internamente nos domínios Tzimisce. Nesta especialidade eles são ironicamente muito mais úteis que seus primos. Criados a partir de uma refinação da família Szantovich, no futuro tornar-se-ão os Grimaldi.

  • Disciplinas: Auspícios, Presença, Animalismo
  • Fraqueza: Todos os Vlaszy submetem-se voluntariamente ao Laço de Sangue conforme chegam à adolescência.
Szantovich

Enquanto o Vlaszy são peões do Tzimisce na sociedade mortal, os Szantoviches são a sua principal ligação com a cultura. Szantoviches são uma das famílias revenantes mais antigas e como tal, são decadentes, ricos, borboletas sociais hedonistas, páreo pra qualquer Toreador em suas relações com a cultura humana. Eles estimulam os sentidos em busca do prazer, e brincam com os seres humanos em total abandono. Os Szantoviches são provavelmente os Revenantes em menos controle de si mesmos (ainda menos do que os Bratovitches). Nas festas dos Szantovich, bebida, excremento, fumaça, dança e sexo misturam-se no vazio. No futuro essa família mudará seu nome para “Zantosa”.

  • Disciplinas: Auspícios, Presença, Vicissitude
  • Fraquezas: Vicia-se facilmente quando experimenta sensações de prazer.

ReferênciasEdit

(...)

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.