FANDOM


O Piá Selvagem é um Gangrel imprevisível que foi traumaticamente Abraçado durante a infância.

BiografiaEdit

O piá selvagem: em uma noite um Gangrel entrou em frenesi dentro de uma cabana chacinou uma vila inteira. Quando o Gangrel botou a última porta abaixo encontrou um piá de 7 anos de idade com um pedaço de pau (defendendo três crianças menores). Após breve luta, o Gangrel Abraçou o piazinho - e seus três irmãos foram a primeira refeição do neófito. Alguns instantes após recobrar sua consciência, o guri endiabrado foi abandonado por seu Senhor sendo obrigado a se virar sozinho no mundo. Não é preciso dizer que, louco de sede, ele passou a atacar qualquer criatura viva nos arredores de sua cabana (gatos, ratos, cachorros, pássaros, humanos). O tempo passou enquanto ele empanturrava durante a noite e dormia enterrado embaixo da sua casa (agora adornada pelos cadáveres em decomposição de suas vítimas) durante o dia. Assim todos que se aproximavam do chalé viravam alimento para o jovem Gangrel, e isso foi mais do que suficiente para criar histórias e superstições sobre o local.

O Senhor local, farto das histórias tenebrosas sobre determinada parte da floresta, enviou um destacamento de homens atrás dos bandidos que (supostamente) infestavam aquelas matas. Chegando ao local eles encontraram apenas um chalé repleto de carcaças em decomposição. Durante a noite o piá selvagem levantou e fez um tendeu no meio do batalhão. Os homens estavam de prontidão, eram experientes. E muito embora vários tenham morrido aterrorizados nas primeiras horas do cair da noite, eventualmente eles organizaram um grupo de resistência e passaram a caçar a pequena criatura. O piá foi combatido com flecha e fogo, diante do qual sua Besta interior o compeliu a buscar refúgio.

Desde aquele episódio, no entanto, o piá selvagem ficou mais cauteloso (o que atesta sua capacidade de aprender e adaptar-se), ele evita bandos grandes de humanos e ataca silenciosamente alvos destacados – sem deixar rastros que levem de volta ao seu covil. Apesar de dormir envolto pelo manto terrestre, ao longo do tempo o piá selvagem adquiriu certo apetite pela exploração de cavernas, utilizando suas garras e sentidos aguçados para singrar as trevas alienígenas do mundo subterrâneo.

Curiosamente, o piá selvagem aprecia a companhia de crianças e é capaz de revelar-se para elas caso a abordagem seja correta. Mesmo em seu estado bestial, o piá selvagem não se alimentará de outras crianças e de fato atuará como protetor leal de qualquer infante sob seus auspícios. Caso algum mal recaia sobre uma criança na presença do piá selvagem, a fúria da Besta incontida posa como grande ameaça a qualquer um nas imediações.

CaracterísticasEdit

Imagem: o piá selvagem está severamente marcado pela Besta. Seus pés são como as patas traseiras de um gato e suas orelhas também, passa a maior parte do tempo de quatro embora seja capaz de levantar-se para interagir com outras criaturas. A pele de todo seu corpo é coberta por uma pelugem de cor cinzenta uniforme (macia e adorável ao toque), estendendo-se a partir de seus cabelos desgrenhados até sua inquieta cauda de ponta negra. Seu outrora belo semblante infantil dotado de lábios carnudos e um fino nariz apresenta agora, como característica destoante, um par de grandes olhos felinos permanentemente alertas, testemunhando tudo que se passa nas trevas.

GaleriaEdit

...

ReferênciasEdit

Sei lá

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.